play_arrow

keyboard_arrow_right

skip_previous play_arrow skip_next
00:00 00:00
playlist_play chevron_left
volume_up
chevron_left
play_arrow

Áudio

Oak Island

Christian Gurtner 06/10/2017 216


Background
share close

Será que um dia alguém descobrirá que grande tesouro Oak Island protege com tanto afinco?


“Cova do Ferreiro” em Oak Island

FICHA TÉCNICA

Pesquisa, roteiro e produção: Christian Gurtner


PATRONOS

Esse episódio foi possível graças ao apoio de Silvia M. D’Avola, Filipe Rios, Rafael de Carvalho, Pacífico Fernandes, Felipe Santos Assunção, Wellington Marthas, Daniel Arruda, João Pedro, Bueno Telles, Aécio Borges, Christian H. Mendes, Miguel Estevão, Santos Correa, Daniel Fontolan, Murilo Rebouças Aranha, Samuel Bezerra de Lima, Jeferson Silveira, Stephanie G. Soares

APOIE O ESCRIBA CAFE E RECEBA CONTEÚDO EXCLUSIVO


LINKS CITADOS


TRILHA SONORA

  • Spirit of the Girl — Kevin MacLeod
  • At Launch — Kevin MacLeod
  • Grave Blow — Kevin MacLeod
  • Hero Down — Kevin MacLeod
  • Tempting Secrets — Kevin MacLeod
  • Division — Kevin MacLeod
  • Marty Gots a Plan — Kevin MacLeod
  • Odyssey — Kevin MacLeod
  • The Complex — Kevin MacLeod
  • DarxieLand — Kevin MacLeod
  • Fall — Ross Bugden
  • Pirate Crew — Ross Bugden
  • No Winners — Ross Bugden
  • Last Dawn — Ross Bugden

BIBLIOGRAFIA

(10) Terra X — Expeditions Into The Unknown: The Curse Of Oak Island — YouTube. (n.d.). Retrieved August 18, 2017, from https://www.youtube.com/watch?v=xiBpg0BTee0

Execution of Captain Kidd | History Today. (n.d.). Retrieved October 5, 2017, from http://www.historytoday.com/richard-cavendish/execution-captain-kidd

History. (n.d.). Retrieved September 18, 2017, from https://seuhistory.com/noticias/conheca-os-misterios-de-oak-island-ilha-mais-macabra-do-mundo

Oak Island Money Pit — The Last Great Unsolved Mystery. (n.d.). Retrieved September 18, 2017, from http://www.oakislandmoneypit.com/

Recent discoveries on Oak Island. (n.d.). Retrieved September 18, 2017, from http://oakislandsociety.ca/

TRANSCRIÇÃO DO EPISÓDIO

(As transcrições dos episódios são publicadas diretamente do roteiro, sem revisão, podendo haver ainda erros ortográficos/gramaticais e, assim, pedimos que marquem os erros e deixem uma nota para que possamos corrigí-los)

Ler a transcrição completa do episódio

A Descoberta

O verão trazia uma fresca brisa marítima ao litoral da Nova Escócia. Ali, numa pequena ilha, caminhava um adolescente chamado Daniel McGinnis.

Ele descobriu, em certa parte da ilha, uma curiosa depressão de terra em formato circular, onde ao lado havia uma árvore, na qual estava pendurada uma polia de navio.

Aquilo deve ter chamado bastante a atenção de Daniel, que no dia seguinte trouxe dois companheiros para auxilia-lo na investigação daquela depressão que, certamente fora criada por mãos humanas.

Os três jovens começaram a cavar a área imediatamente. Tinham esperança de ali encontrar algum tesouro, pois não havia muito que a época de ouro da pirataria tinha passado, e encontrar tesouros não era algo tão raro, já que regiões pouco habitadas e ricas em recursos naturais e matérias primas como aquela eram usadas por piratas para consertarem e abastecerem seus navios.

Com muito custo cavaram cerca de 3 metros de profundidade e então chegaram a algo que os deixou muito animados. Ali estava uma plataforma feita com troncos de madeira. Definitivamente havia algo enterrado ali. Removeram a plataforma e embaixo dela havia mais terra, a qual continuaram cavando.

A seis metros de profundidade, encontraram outra plataforma de madeira e, abaixo dela, mais terra.

Por um momento desanimaram. Só não desistiram pois, por que razão alguém montaria uma estrutura daquela e tão profunda senão para esconder algo de muito valor?

Os jovens partiram para se prepararem melhor para uma escavação mais profunda.

Passaram-se algumas semanas até que eles voltaram a ilha com pás e picaretas. Cavaram mais 3 metros e novamente encontraram outra plataforma de madeira. Aquilo era estranho e também decepcionante, já que dificuldade de cavar mais fundo aumentava ao mesmo tempo que esperança de encontrar algo diminuía.

Após cavar mais um pouco, acabaram desistindo.

Os Profissionais

John Smith, o mais velho dos jovens escavadores, não se deu por satisfeito. Aquela estrutura era estranha demais para não conter nada. Algum tempo depois ele comprou a área da ilha onde se encontrava o poço.

Convenceu um Simeon Lynds, em 1803, a continuar a escavação. Lynds era mais maduro e experiente naquele tipo de empreitada e chamou outros nomes para auxiliá-lo na escavação. Juntaram-se a ele o Coronel Robert Archibald, Thomas Harris e o Capitão David Archibald. Formou-se assim a Onslow Company, cujo único objetivo era encontrar o tesouro de Oak Island.

A Escavação

Os novos escavadores retiraram a terra que havia coberto a escavação inicial até chegarem aos 7 metros e meio anteriormente cavados e, dali, continuaram a cavar.

Ao chegarem nos 10 metros de profundidade se depararam com mais uma plataforma de madeira, e continuaram a escavar e novamente, após 3 metros, uma nova plataforma.

Porém, após mais 3 metros em mais uma plataforma, encontraram algo que exaltou os ânimos. Junto da madeira que fora usada para construir aquela plataforma, havia fibra de côco. No Canadá não havia coqueiros. No Caribe, sim. E dentre outros, a fibra de côco era muito usada para proteger objetos valiosos nos navios.

A escavação continuou, e após passarem por mais duas plataformas de madeira, outra surpresa agradável: sobre mais uma plataforma, havia uma grande pedra achatada com dizeres codificados, que ninguém na época conseguiu traduzir, mas que, posteriormente, foi decifrado, e dizia: quarenta pés abaixo, dois milhões de libras estão enterrados.

Os escavadores continuaram cavando e chegaram a 30 metros de profundidade, atingindo outra plataforma de madeira. Sabiam que não devia faltar muito mais, porém estavam exaustos e interromperam as escavações para um descanso coletivo antes de continuarem.

O Sistema

O tempo de descanso chegara ao fim. Os membros da Onslow Company retornaram ao trabalho sabendo que estavam próximos de encontrar o que quer que tenha sido enterrado ali. Mas ao chegarem ao poço se depararam com uma terrível surpresa: o poço estava misteriosamente cheio de água.

Rapidamente começaram a drenar a água com baldes. Tempo depois perceberam que o trabalho era em vão. Sempre que retiravam a água, o poço voltava a encher. A equipe chegou a conclusão que o poço era mais sofisticado do que imaginavam, e aquilo poderia ser simplesmente mais um mecanismo de defesa do poço.

Retornaram com uma bomba para tentar drenar água, mas não obtiveram sucesso.

Os membros da Onslow Company interromperam os trabalhos para elaborar uma nova estratégia.

Algum tempo depois voltaram com um novo plano: escavariam um novo poço ao lado do poço inundado, chegando até a profundidade que acreditavam estar o tesouro, assim passariam a defesa de água e conseguiriam alcançar o que quer que tivesse sido enterrado ali e que era agora protegido pela água.

Mas não demorou muito, o outro poço também fora inundado.

A Onslow Company então, já sem recursos e esperança, desiste.

Outros profissionais

Passaram-se quase 40 anos até que outros fossem fisgados pelo poço.

Em 1845 foi fundada a Truro Company. Nela estava Anthony Vaughan, um dos escavadores originais.

A Truro Company arrecadou fundos e elaborou estratégias, porém se viu impedida pelos mesmo problemas que derrubaram o time anterior.

No entanto perceberam que a água que inundava o poço era salgada e variava conforme a maré. E isso deixou claro de onde a água estava vindo. Mas como?

Investigaram o litoral da pequena ilha até que encontraram algo surpreendente enterrado: um sistema de canais que levava água do mar para o poço. Cinco captadores de água seguiam até um canal principal que levava a água e montava a armadilha.

Com isso, podiam agora idealizar um novo plano: bastava bloquear o canal que o poço não mais seria abastecido. E assim o fizeram.

Com o canal bloqueado, eles agora poderiam drenar a água e continuar a escavação. Porém perceberam que a engenharia aplicada para proteger aquele poço era mais complexa do que imaginavam: o nível da água simplesmente não baixava.

A Truro Company se rende em 1850.

Um após o outro

Outras pessoas tentaram obter sucesso onde os demais falharam. E assim veio a The Oak Island Association, que foi vencida também pela água e ainda sofreu a primeira baixa nas escavações: uma caldeira explodiu e matou um dos escavadores.

Em seguida veio a Oak Island Treasure Company, que, por vários anos também teve problemas com a água que misteriosamente continuava a entrar no poço, mesmo com o canal interditado.

Resolveram jogar corante no poço e assim o que muitos imaginavam se mostrou fato: ao redor de toda a ilha apareceram pontos coloridos, mostrando que não era só um canal que levava água ao poço.

Durante o passar dos anos, pequenas descobertas deixavam a chama da esperança acesa, como um pedaço de um colar de ouro e um fragmento de papel com uma letra escrita com pena

Em 1909 até Franklin Roosevelt se juntou ao time de caçadores de tesouros.

Mas ninguém obteve sucesso.

Tecnologia

Com o passar das décadas, as novas tecnologias que surgiam eram aplicadas na tentativa de encontrar o tesouro, câmeras, sondas, robôs, bombas de água mais potentes etc.

A ilha havia sido incessantemente cavada, explodida, remexida e além de não encontrar o tesouro, tudo isso pode ter o destruído.

Um grupo mais recente começou aquela que eles mesmos chamam de “a busca final”, e é televisionado por um programa de TV.

Capitão Kidd

Mas um outro mistério tão fascinante quanto o que está enterrado ali é: quem o enterrou e por quê? Um sistema tão avançado como aquele para aquela época, deve ter sido fruto de um projeto e mão-de-obra enormes. E todo aquele trabalho não deve ter sido para esconder algo que não fosse no mínimo titanicamente valioso.

Mas quem foi?

Um dos principais suspeitos é o famoso pirata Capitão Kidd!

Em maio de 1701, já com cinquenta e poucos anos, William Kidd estava preso e, após um questionável julgamento foi condenado a morte por pirataria.

Kidd havia incialmente navegado como caçador de piratas financiado pelo governo e, em seguida, achou mais lucrativo se tornar ele mesmo um pirata.

Seus ataques lhe renderam uma incalculável fortuna, a qual boa parte ainda está desaparecida.

William Kidd era adepto de enterrar seus tesouros, inclusive já o tinha feito na mesma região de Oak Island, tornando-se assim o principal suspeito. De fato, conta-se que para evitar a forca ele ofereceu revelar o local onde estava enterrado seu maior tesouro. Mas sua proposta não foi aceita e em 23 de maio ele é enforcado, levando para o túmulo o local onde está enterrada sua fortuna.

Caso Oak Island seja realmente obra de William Kidd, ele estaria rindo da cara de todos que tentam inutilmente vencer as armadilhas do poço. Algo como, quem ri por último, ri melhor.

Tagged as: , , .

Baixar: Oak Island

file_download Download

Rate it
Publicação anterior

Participe da Discussão