play_arrow

keyboard_arrow_right

skip_previous play_arrow skip_next
00:00 00:00
playlist_play chevron_left
volume_up
chevron_left
play_arrow

Áudio

A Reforma

Christian Gurtner 01/05/2017 476


Background
share close

Poucos eventos isolados na história mudaram tanto os rumos de nossa sociedade como esse protesto de um homem só. Conheça os caminhos tomados por Martim Luthero que resultaram na Reforma Protestante.


Martim Lutero

FICHA TÉCNICA

Pesquisa, roteiro e produção: Christian Gurtner
Participação Especial: H. Gurtner


PATRONOS

Esse episódio foi possível graças ao apoio de Christian H Mendes, EDMAR SILVERIO PEREIRA, Silvia M. D’Avola, Filipe Rios, Rafael de Carvalho, Daniel Arruda, João Pedro Bueno Telles, Aécio Borges, Miguel Estevão Santos Correa, Daniel Fontolan, Murilo Rebouças Aranha, Samuel Bezerra de Lima, Jeferson Silveira, Stephanie G. Soares

APOIE O ESCRIBA CAFE E RECEBA CONTEÚDO EXCLUSIVO


Castelo de Wittburg

LINKS CITADOS


TRILHA SONORA

  • Mission — ALXD
  • Cantata BWV 110 — J.S. Bach
  • Cantata BWV 205 — J.S. Bach
  • Chorale Prelude for Organ — J.S. Bach
  • Magnificat BWV 243- J.S. Bach
  • Crossing the Chasm — Kevin MacLeod
  • Division – Kevin MacLeod
  • Heart of Nowhere — Kevin MacLeod
  • Inteprid — Kevin MacLeod
  • Magic Forest — Kevin MacLeod
  • Dies Irae — W.A. Mozart
  • Past the Edge — Kevin MacLeod
  • Plaint — Kevin MacLeod
  • Reign Supreme — Kevin MacLeod
  • Rites — Kevin MacLeod
  • The Chamber — Kevin MacLeod
  • The Path of the Goblin — Kevin MacLeod
Porta da Igreja de Wittenberg, trocada após um incêndio e hoje com as 95 teses gravadas.

BIBLIOGRAFIA

  • (www.dw.com), D1521: Excomunhão de Martinho Lutero | Calendário Histórico | DW.COM | 03.01.2016. Disponível em: <http://www.dw.com/pt-br/1521-excomunhão-de-martinho-lutero/a-294475>. Acesso em: 28 abr. 2017.
  • Harrison, C. Martin Luther. . Estados unidos: PBS. , 2002
  • Martin Luther (1483–1546). Disponível em: <http://www.bbc.co.uk/history/historic_figures/luther_martin.shtml>. Acesso em: 19 abr. 2017.
Papa Leão X

TRANSCRIÇÃO DO EPISÓDIO

(As transcrições dos episódios são publicadas diretamente do roteiro, sem revisão, podendo haver ainda erros ortográficos/gramaticais e, assim, pedimos que marquem os erros e deixem uma nota para que possamos corrigí-los)

Ler a transcrição completa do episódio

3 de janeiro de 1521

Um mensageiro do Vaticano atravessava a Alemanha a cavalo exibindo a todos uma bula papal. Era a excomunhão de um monge que fora considerado herege. Aquela era a tentativa de amedrontar as pessoas para que não lessem ou ouvissem o que aquele monge escrevesse ou falasse.

Mas era tarde demais. As palavras de Martim Lutero já haviam banhado o continente Europeu e, assim, por causa de um homem, o mundo estava prestes a mudar profundamente e em todos os aspectos, marcando o fim de uma era.

Martim Lutero

Martim Lutero nasceu em Eisleben, na Alemanha, em 10 de novembro de 1483, época em que a Igreja Católica se encontrava no auge de seu poder sendo a instituição mais poderosa do mundo. A Santa Igreja possuía terras, exércitos e dominava até a vida privada das pessoas, através de regras e, principalmente o medo. Era exatamente através do medo que a Igreja estava cada dia mais rica, poderosa e influente. O medo de ir para o inferno e o medo de ser punido por heresia eram constantes.

Além disso, doenças e desolação tomavam conta das aldeias e cidades que podiam ser varridas pela peste. A igreja se apresentava como o único consolo e esperança.

Nesse cenário, Lutero, ainda jovem, começou a seguir os passos do pai, que extraía e comercializava cobre.

Não só o pai, mas, principalmente sua mãe, eram muito severos, o que marcaria a vida de Lutero e provavelmente fora decisivo em eventos futuros.

Ele não pretendia ficar por muito tempo nos negócios de cobre, o que iria aborrecer muito seu pai, mas a vocação do jovem, que estudou na Universidade de Erfurt, se revelou na Igreja, quando em 1505 ele se juntou à ordem dos Agostinianos, tornando-se um monge.

A vida de um monge era muito dura. Entre orações, cânticos, tarefas cotidianas e penitências, não havia tempo para distrações e a saúde era muito afetada.

Em 1507, Lutero é ordenado.

O monge se mostrava um homem muito disciplinado e devotado à Igreja e ao seu deus. E por causa dessa profunda devoção, começou a se afligir e a se atormentar com o fato de que parecia que nunca conseguiria satisfazer Deus, e , assim, não conseguiria chegar ao paraíso.

Quanto mais preocupado ficava com sua salvação, mais intensivamente se voltava à sua devoção.

Porém tudo isso se abalaria em breve.

Roma

Em 1510, uma oportunidade de se afastar um pouco do incessante trabalho no claustro surge quando Lutero é enviado, junto com outro monge a Roma.

A peregrinação até Roma era sagrada e especial, pois representava a ida ao epicentro da Santa Igreja. E para Lutero, aquilo era mais especial ainda, pois tiraria o máximo de espiritualidade daquela viagem.

Foram dois meses de caminhada até que os dois monges chegaram a Cidade Santa.

Martin Lutero se encontrava em uma mistura de choque e admiração. Vivera toda sua vida em cidades pequenas, e Roma se mostrava um lugar exuberante e rico com enormes igrejas e palácios.

Mas a admiração de Lutero não duro muito. Aos poucos ele começa a perceber que Roma era um lugar onde o dinheiro era mais importante que a religião.

Viu que todo aquele esplendor arquitetônico e artístico, era construído com o dinheiro do dízimo dos pobres fiéis através de igrejas e mosteiros como o dele. A aquela cidade parecia ter uma sede insaciável por dinheiro.

Ele se viu rodeado de cinismo e corrupção e sua decepção se tornara maior ao ver o lucrativo negócio que começava a prosperar; a venda de indulgências. Pagando uma taxa, qualquer pessoa, com qualquer pecado poderia ser salvo.

Tudo aquilo foi demais para Lutero. Aquilo tudo realmente poderia elevá-lo espiritualmente e levá-lo mais próximo de Deus? Ele entrou em colapso. Havia dedicado toda sua vida a igreja Católica, e agora questionava todos os seus ensinamentos.

Dúvidas

Martin Lutero não era mais o mesmo. De volta ao mosteiro, suas dúvidas e questionamentos aumentavam. Ele não encontrava mais a paz.

Em 1511 ele é enviado para uma pequena cidade alemã chamada Wittenberg. Lá ele é chamado para ser professor de estudos bíblicos na universidade e também se torna doutor em teologia.

Aquilo mudou seu estado de espírito. Ele agora não passava mais seus dias em penitência, e sim, lecionando e estudando a bíblia a fundo em suas várias traduções clássicas, já que não havia uma tradução em alemão. E foi justamente naqueles estudos que algo começou a brotar em sua cabeça.

Martin Lutero começa a concluir que a salvação depende somente do homem e seu deus. Ninguém precisava da Igreja ou de papas. Nenhuma instituição deveria estar entre uma pessoa e o seu deus.

Esse perigoso pensamento que surge em Lutero iria se agravar em breve.

As indulgências

Em Roma, o papa Leão vivia de luxo e prazeres carnais, dando grandes e caros banquetes, enquanto mais caro ainda ficava a construção da enorme e exuberante basílica de São Pedro.

Tudo isso fazia com que o Roma precisasse cada vez mais de dinheiro. E rapidamente o negócio mais lucrativo que havia na igreja seria usado em larga escala: a venda de indulgências.

Assim, o Papa Leão, envia cartas de indulgências para serem vendidas por todas as partes. Suas indulgências podiam ser compradas para limpar os pecados e salvar a alma até mesmo de quem já morreu, limpando qualquer tipo de pecado, inclusive o estranho pecado de ter feito sexo com a virgem Maria.

Enquanto isso, Lutero percebe que inúmeras pessoas param de frequentar sua igreja, preferindo comprar indulgências do que se confessar.

O monge não aceitava aquela situacao. Sua que a salvação só podia ser alcançada através da fé e ninguém poderia vender aquilo.

A porta da igreja de Wittenberg

Lutero chegara ao limite. Ele não podia ficar calado diante de tudo aquilo.

Então na noite de 31 de outubro de 1517 aquele monge que havia sido o mais devoto seguidor da Igreja Católica, escreveu no papel críticas furiosas contra o papa, a corrupção na igreja e também a venda de indulgências.

Assim que acabou de escrever a lista com 95 teses, foi até a porta da igreja do castelo de Wittenberg e com um martelo pregou as folhas de papel ali.

Ninguém, nem mesmo Martim Lutero poderia imaginar que cada batida daquele martelo, marcava a contagem regressiva para um dos acontecimentos mais importantes da história, e que mudaria o mundo para sempre.

As teses

As teses eram ataques diretos ao papa e seu comércio de indulgências, como por exemplo;

– Considerar as indulgências do papa tão poderosas, a ponto de poderem absolver alguém dos pecados, mesmo que (cousa impossível) tivesse desonrado a mãe de Deus, significa ser demente.

Ou

– Bem ao contrario, afirmamos que a indulgência do papa nem mesmo o menor pecado venial pode anular o que diz respeito à culpa que constitui.

E até

– Por que o papa não tira duma só vez todas as almas do purgatório, movido pela santíssima caridade?

Guerra contra a igreja

A teses de Lutero rapidamente se espalharam pela Alemanha.

Aquela afronta à Santa Igreja e ao Papa era algo inédito e que deslancharia o maior conflito que a Igreja Católica enfrentou em sua história.

A Europa via com os olhos arregalados um único monge solitário abalar a instituição mais poderosa do planeta.

Reação

A popularidade das teses de Lutero crescia de forma espantosa pela Europa.

Com a poder da imprensa de Gutenberg, desenvolvida pouco tempo antes, pessoas de todos os tipos liam e se simpatizavam com as palavras do monge. E aquilo fez Roma entrar em estado de alerta. Um ataque como aquele nunca havia acontecido antes.

Lutero havia escrito também vários documentos, praticamente criando uma nova Igreja, algo como uma reforma da igreja Católica.

Nesse sistema entre várias críticas e reformulações baseadas na bíblia, ele ataca os sacramentos e redefine a relação dos cristãos com seu deus, os liberando de qualquer dependência da igreja e de seus sacerdotes.

Porém, a igreja Católica não possuía concorrência em todos esses anos por um motivo: ou você seguia a Igreja, ou sofria sérias consequências, como ser morto.

Assim, a obra de Lutero passou a ser considerada heresia. Folhas e mais folhas eram queimadas e consideradas proibidas. O seguidores das ideias de Lutero — que a igreja chamava de luteranos — também estariam cometendo heresia se continuassem.

O Papa ordenou que o monge se retratasse, mas ele negou.

Martim Lutero, é então vítima da maior maldição da igreja católica contra um católico: em 3 de janeiro de 1521 ele é excomungado.

A excomunhão condenava a pessoa a viver a eternidade no tormento do inferno caso morresse sem se reatar com a Igreja Católica. E muitas vezes morria pelas mãos da própria.

Lutero agora corria um grande risco de morrer de alguma forma horrível pela igreja.

Celebridade

No entanto alguns príncipes se erguem para defender Lutero.

Aquela região da Europa era dividida em vários principados, ducados, condados e cidades livres, todos relativamente independentes, porém unidos e governados pelo Imperador do Sacro Império Romano-Germânico que, naquela época, era Carlos V, um fervoroso aliado da Igreja.

A região da Saxônia em que Lutero vivia era governada pelo Príncipe Frederico III, também conhecido como Frederico, o sábio.

O príncipe se tornara um grande defensor de Lutero, e o deixou a salvo das garras da Igreja, enquanto pedia a Carlos V que desse a oportunidade de Lutero expor suas ideias, antes de entregá-lo à Igreja.

Há muito tempo que vários desses governantes tentavam, de alguma forma, limitar o ilimitado poder da Igreja sobre seus territórios. E, talvez por isso, Lutero caiu na graça desses homens.

O Imperador concede a oportunidade de Lutero argumentar e expor seu ponto de vista em um importante encontro da corte na cidade de Worms.

A Igreja achava que, por ter sido excomungado como herege, Lutero seria criticado e até atacado pelas pessoas em sua viagem.

No entanto, o efeito foi outro. Durante a viagem, inúmeras pessoas caminharam junto a carroça que o levava, muitos deram presentes, cumprimentaram e agradeceram o monge que, quando chegou em Worms, fora saudado por todos os habitantes que o recebiam em festa.

Conta-se que 9 em cada 10 pessoas gritavam “vida longa à Lutero”. A décima pessoa, gritava “morte ao Papa”.

A Corte

Na Corte, Lutero expõe suas ideias e o imperador o ordena a retirar suas críticas contra a Igreja.

Porém, a resposta de Lutero, foi essa:

“Através das passagens das Escrituras estou preso às palavras de Deus. Portanto, não voltarei atrás, pois agir contra a consciência não é seguro nem saudável. Que Deus me ajude. Amém”.

O Castelo de Wartburg

Mas ao contrário do que imaginava, Lutero não foi preso. Ele recebeu um salvo conduto para voltar para casa, porém o Imperador o declara um fora-da-lei.

O príncipe Frederico III, sabia que algo aconteceria com Lutero naquela viagem de volta. E assim, ordenou que seu homens o sequestrassem no caminho e o levassem para o castelo Wartburg, onde ficou a salvo, isolado das garras da Igreja.

Enquanto permaneceu no Castelo, Lutero realizou outro grande feito: traduziu a Bíblia para o Alemão, permitindo que as pessoas pudessem ler o seu livro sagrado sem depender da igreja e seus padres.

Com o isso, Lutero também lança a base do alemão moderno.

Revolução

Enquanto estava em Wartburg, começa uma verdadeira revolução.

Ao ver um único homem desafiar a Igreja, as pessoas se inspiraram a fazer o mesmo.

Padres ignoram as regras da Igreja e se casam, assim como monges e freiras que largam os conventos e uma grande rebelião tem início, dando início à Reforma Protestante.

Vários seguidores de Lutero acabaram por atacar igrejas e destruir símbolos católicos, deixando uma grande trilha de violência.

Quando Lutero retornou a Wittenberg, encontrou a cidade de ponta cabeça e ficou horrorizado. Não era aquilo que havia pregado. E ele pedia para que as pessoas parassem com a destruição. Não era assim que a reforma devia ser feita.

Mas já era tarde demais. Revoltas, manifestações e movimentos protestantes se espalharam por toda a Europa.

Até mesmo a Guerra dos Camponeses supostamente teve início com uma violenta revolta inspirada nas palavras de Lutero, mas que tinha cunhosocial. O monge foi completamente contra os camponeses.

Porém, as manifestações se espalhavam por toda a Europa de forma religiosa, social e política.

A Igreja viu seu poder sobre as pessoas, governantes e territórios diminuir drasticamente. Os homens agora enxergavam o mundo de forma diferente.

Surgia a Igreja Luterana em várias partes. A Inglaterra cortou laços com Roma e fundou sua própria Igreja Anglicana. E assim o protestantismo seguiu pela Europa como uma ferramenta social, religiosa e política.

Era o fim da idade das trevas.

Quando eu morrer

Lutero se casara com uma ex-freira, e tiveram seis filhos. Ele viveu até os 62 anos e morreu em Eisleben, sua cidade natal.

Como epitáfio poderia usar um de seus escritos:

Quando eu morrer eu quero ser um fantasma, para que eu continue a importunar bispos, padres e monges sem deus até que eles tenham mais problemas com apenas um Lutero morto do que teriam antes com mil vivos.

Luteranismo

Após a morte de Lutero seu amigo e apoiador Philipp Melanchthon seguiu como principal líder do Luteranismo.

A igreja Luterana é a hoje a segunda maior Igreja protestante do mundo, perdendo somente para a Igreja Anglicana.

Além das mudanças religiosas, a reforma protestante foi responsável por fortalecer princípios sociais, fortalecer movimentos de liberdade e diminuir drasticamente a interferência da Igreja Católica nos governos, podendo ser considerada um dos principais eventos de nossa história.

Tagged as: , , , .

Baixar: A Reforma

file_download Download

Rate it
Publicação anterior

Participe da Discussão