play_arrow

keyboard_arrow_right

skip_previous play_arrow skip_next
00:00 00:00
playlist_play chevron_left
volume_up
chevron_left

Áudio

Danúbio

Christian Gurtner 06/09/2015 123


Background
share close

A fantástica história que segue o curso de um rio

APOIE O ESCRIBA CAFE E RECEBA CONTEÚDO EXCLUSIVO


Esse episódio faz parte dos fantásticos podcasts mais antigos do Escriba Cafe que, por questões de direitos autorais, não estão disponíveis para download nem pelo feed, Spotify, etc, (nem mesmo pelo player fixo no site) sendo possível ouví-los somente pelo player no respectivo post.


TRANSCRIÇÃO DO EPISÓDIO

(As transcrições dos episódios são publicadas diretamente do roteiro, sem revisão, podendo haver ainda erros ortográficos/gramaticais e, assim, pedimos que marquem os erros e deixem uma nota para que possamos corrigí-los)

Na escuridão do subterrâneo, cercada por trevas e solidão, a água começa a subir. Seu caminho é caótico, porém, calmo. Ela sobe, sobe, sobe… E finalmente é expulsa das trevas. Pelo bosque, começa a descer com o nome de Brigach. Essa água, então, se encontra com outro rio, de nome Breg. A partir dali, no meio da Floresta Negra, se tornam um só fluxo. Um só rio.

Floresta Negra

Nascente do Rio Danúbio na Floresta Negra

A Floresta Negra é cenário de grande parte das antigas histórias infantis, como Branca de Neve, Chapeuzinho Vermelho e inúmeros contos. Foi palco também de terríveis batalhas, como a de Schellenberg, onde mais de 30.000 homens lutaram durante a Guerra da Sucessão Espanhola.

Mas nada disso importa para água que, depois do encontro do rio Brigach e Breg, aumenta seu volume, começando a seguir, com sua majestosa dança, o rio Danúbio.

Viena

Rio Danúbio em Viena

Depois de deixar a Alemanha, o Danúbio entra na Áustria e passa por Viena, terra de grandes compositores, escritores e artistas. Como Johann Strauss, compositor do Danúbio Azul — música que você ouve agora e retrata todo o curso do rio — e Freud, o pai da psicanálise.

Foi também ali que o destino da Europa quase mudou por completo.

Em 1683 na Batalha de Viena, o exército de 90.000 homens do Império Otomano, tido até então como imbatível, fora derrotado, o que impediu seu avanço pela Europa.

Mas a água não para e o rio continua a correr…

Eslováquia

Eslováquia — Rio Danúbio em Bratislava — Photo by: Miroslav Petrasko

O rio passa pelo sul da Eslováquia, país que teve sua história moldada pelas guerras e crises vizinhas e marcado por unificações e separações. Junto com a hoje República Tcheca, era um só país chamado Tchecoslováquia. Mas com o fim do regime comunista, em 1989, o país se dividiu formando a república Tcheca e a Eslováquia.

Budapeste

Ponte Széchenyi Chain sobre o Danúbio em Budapeste — Photo by Alvaro

Cruzando a Hungria de norte a sul, o Danúbio chega a Budapeste.

A Hungria teve suas origens na colonização de Roma Antiga, com a fundação de Aquincun, cidade que mais tarde veio a se chamar Ôbuda. Do outro lado do Danúbio, cresceu uma outra cidade que foi chamada de Peste.

Mais tarde os Magiares, povo vindo do oriente, ocuparam a região e fundaram o Reino da Hungria, e nas margens do rio, criaram outra cidade chamada Buda, que se tornou a capital da Hungria.

A região foi ainda invadida pelos Otomanos e também enfrentou revoluções até que finalmente as cidades de Ôbuda, Buda e a cidade de Peste foram fundidas, formando Budapeste, que se tornou a capital da Hungria.

Mas o Danúbio continua sua dança e segue seu caminho, entrando na Sérvia e passando por Belgrado

Belgrado

Danúbio em Belgrado — Photo by Xaf

Belgrado era uma região povoada pelos celtas que em seguida foi ocupada pelos romanos. Posteriormente também, foi alvo do império Otomano que invadiu e destruiu a cidade. No total, ao longo da história, belgrado foi invadida, ocupada e destruída por mais de 40 exércitos, sendo que teve que ser reconstruída das cinzas aproximadamente 38 vezes.

O último ataque a cidade aconteceu durante a Guerra do Kosovo, pelas forças da OTAN. Essa guerra, que criou milhares de refugiados e abalou a sociedade Sérvia, teve início quando o Exército de Libertação do Kosovo, formado por integrantes de origem albanesa, iniciou uma guerrilha objetivando a independência da região.

Mas o Danúbio não para e continua sua viagem…

Romênia

Romênia — Escultura do Rei Decébalo no Danúbio — Photo by: Byron Howes

A água passa pela Romênia, lugar onde se encontra a Transilvânia e terra que ficou famosa por um de seus governantes passados, Vlad III, o empalador. Vlad era conhecido pelos seus atos de crueldade e sadismo contra os inimigos. Também chamado de Dracule (filho do dragão), foi a inspiração de Bram Stocker para criar o Conde Drácula.

Bulgária

Antiga foto do Danúbio na Bulgaria

Em seguida o Danúbio chega à Bulgária, país que, no passado, guerreou contra o Império Bizantino, lutando por sua existência, mas que, no fim não resistiu — como boa parte de seus vizinhos — ao Império Otomano.

E saindo da Bulgária, o Danúbio encontra seu descanso, chegando ao Mar Negro.

Mapa do curso do Danúbio

O Império Otomano e o Danúbio

Mas qual a história desse império que varreu e dominou várias cidades e países ao longo no Danúbio?

Império Otomano foi um poderoso império islâmico que existiu entre os anos 1299 e 1922, se tornando o único com poderio para desafiar a poderosa Europa Ocidental. Seu perigoso avanço chegou até as portas de Viena, quando o exército otomano foi finalmente derrotado.

Seu declínio começou no Século XIX e sua queda se deu após a derrota na primeira guerra mundial. Suas terras foram divididas e o império se tornou uma república, que conhecemos hoje como Turquia.


O Danúbio é o segundo rio mais longo da Europa e tem aproximadamente 2.880 km de extensão. Fez parte de muitas passagens importantes da história da humanidade e inspirou muitos poetas e músicos.

Tagged as: , , .

Rate it
Publicação anterior

Participe da Discussão