play_arrow

keyboard_arrow_right

skip_previous play_arrow skip_next
00:00 00:00
playlist_play chevron_left
volume_up
chevron_left
  • Home
  • keyboard_arrow_right Texto
  • keyboard_arrow_right Lugares
  • keyboard_arrow_right O misterioso Castelo Coral

Texto

O misterioso Castelo Coral

Christian Gurtner 27/03/2011 574


Background
share close

Eu descobri o segredo das pirâmides, e assim percebi como os antigos construtores levantaram e encaixaram blocos de várias toneladas utilizando somente ferramentas primitivas.

Essas foram as palavras de Edward Leedskalnin, um imigrante Letão que construiu, na Flórida, por volta de 1923, uma misteriosa espécie de parque, que ficou conhecido como Coral Castle.

Onde está o mistério?

Primeiro vamos conhecer mais algumas fotos do Castelo Coral:

Até agora nada de mistério, certo? É somente uma atração turística, sem nada demais, para os tempos modernos. Mas adicione os seguintes fatos aos seus pensamentos: boa parte dos blocos de pedra utilizados na construção pesam várias toneladas e Edward Leedskalnin esculpiu, levantou e montou toda a estrutura sozinho, utilizando apenas ferramentas primitivas e nenhum motor ou mesmo eletricidade.

Você pode, agora, ver as fotos novamente com outros olhos.

Edward Leedskalnin em seu Castelo Coral

Durante a construção do Coral Castle, Edward Leedskalnin impediu qualquer pessoa de acompanhar o processo, e trabalhava somente durante a noite, usando lampiões.

Um dos mais famosos atrativos do Coral Castle é uma espécie de portão que Edward montou utilizando um bloco de 9 toneladas. Ele conseguiu encontrar o perfeito centro de gravidade da pedra, fazendo com que uma criança conseguisse abri-lo usando apenas um dedo.

O portão, em 1986, parou de funcionar. Engenheiros e especialistas o retiraram e reformaram, mas o portão ficou um pouco mais pesado de abrir devido ao ponto de equilíbrio. Qual era o segredo de Edward?

Tudo fica mais misterioso ainda quando Edward resolve, por um motivo obscuro, mudar o Coral Castle de cidade. Levou todas as pedras para uma outra cidade da Flórida e remontou tudo ali.

Como um homem de baixa estatura, sozinho, conseguiu essas proezas usando ferramentas primitivas? É aí que começa o mistério.

Aparato encontrado na oficina de Edward, supostamente usado para manipular os campos eletromagnéticos

Muitos partiram para teorias interessantes, porém quase místicas. Uma delas é de que o imigrante letão conseguiu, de alguma forma, inverter os pólos magnéticos das pedras, anulando, assim, a força da gravidade, ou simplesmente um outro controle misterioso dos campos eletromagnéticos. E foi exatamente por isso que teve que mudar de cidade, devido ao campo magnético do outro destino ser mais “propício”.

Vários cientistas, porém, chegaram a uma conclusão mais palpável.

Nada de mistério?

Em momento algum Edward disse que possuía super-poderes — isso ficou por conta dos caçadores de teorias místicas. Ele somente afirmou ter descoberto o segredo da construção das pirâmides.

A teoria que os cientistas levantaram é de que Edward Leedskalnin não levantou pedra nenhuma, ele simplesmente fabricou as pedras com cimento antigo, usando moldes, o que faz as pedras parecerem naturais.

Tudo bem, agora sim dá para começar a aceitar que um homem sozinho tenha feito aquilo. Mas e a mudança de cidade do Coral Castle? Se ele fabricou as pedras, teve que carregá-las e novamente posicioná-las, o que nos leva de volta à estaca zero.

A teoria é de que não houve mudança alguma. Edward simplesmente destruiu sua obra e repetiu o processo na nova cidade para reconstruir o Castelo Coral. Mas por que todo esse trabalho?

Essas teorias podem aliviar um pouco a ansiedade daqueles que quebraram a cabeça para descobrir como aquilo foi construído. Mas, assim como todo mistério, várias perguntas ainda ficam no ar — isso se a teoria da fabricação de pedras realmente procede.

De um jeito ou de outro, Edward Leedskalnin levou seus segredos para o túmulo.


Se você entende inglês, pode se interessar por esse vídeo sobre o Coral Castle:

Tagged as: , .

Rate it
Publicação anterior

Participe da Discussão