play_arrow

keyboard_arrow_right

skip_previous play_arrow skip_next
00:00 00:00
playlist_play chevron_left
volume_up
chevron_left
  • Home
  • keyboard_arrow_right Vídeo
  • keyboard_arrow_right
  • keyboard_arrow_right O Incidente Dyatlov Pass

Vídeo

O Incidente Dyatlov Pass

Christian Gurtner 15/10/2016 307


Background
share close

Algo de muito estranho aconteceu com um grupo de jovens montanhistas nos Montes Urais e até hoje ninguém consegue explicar. Assista abaixo


APOIE O ESCRIBA CAFE E RECEBA CONTEÚDO EXCLUSIVO

TRANSCRIÇÃO DO VÍDEO

(As transcrições dos episódios são publicadas diretamente do roteiro, sem revisão, podendo haver ainda erros ortográficos/gramaticais e, assim, pedimos que marquem os erros e deixem uma nota para que possamos corrigí-los)

Ler a transcrição completa do episódio

No final dos anos 50, um sub oficial do exército alocado numa remota área da União Soviética recebe um telefonema no qual é informado que um grupo de montanhistas não havia retornado de sua expedição no tempo previsto. O oficial pensou que aquilo podia ser somente mais um caso de jovens metidos a aventureiros que se perderam pela região.

E de fato era um grupo de 9 estudantes universitários, sendo 7 homens e 2 mulheres, todos entre 20 e 24 anos que, liderados pelo experiente montanhista Igor Dyatlov, partiram para uma expedição no meio do inverno pelos Montes Urais.

Tinham planejado tudo com cuidado, todos tinham experiência nesse tipo de atividade e estavam bem equipados para aguentar os mais de 20 graus negativos.

Porém, por algum motivo, não haviam retornado, e uma equipe de resgate foi acionada para encontrar os jovens.

Passaram-se vários dias até que a equipe finalmente localiza o acampamento dos estudantes. Mas havia algo estranho: nenhum deles estava ali e as barracas foram rasgadas de dentro pra fora, como se algo desesperador os tivesse feito sair dali deixando todo o equipamento para trás.

Saindo das barracas haviam várias pegadas que a equipe de resgate seguiu até um bosque próximo, onde encontraram em meio a neve, os restos de uma fogueira. Próximo dali foram encontrado dois corpos. Estavam quase sem roupas e descalços, assim como os outros corpos que foram sendo encontrados gradativamente a vários metros uns dos outros. Vários com pouca roupa ou descalços.

Dois meses depois os últimos quatro corpos foram encontrados debaixo de 4 metros de neve.

Começava um dos grandes mistérios da história do montanhismo. O que havia acontecido com aqueles jovens para que saíssem correndo desesperadamente de suas barracas e não retornassem nem mesmo com o mortífero frio os congelando? E por que alguns estavam quase nus e outros com suas roupas completas?

Na camera que carregavam não havia muitas pistas. Nada de estranho havia nas fotos. Somente mostravam um grupo de estudantes que pareciam se dar bem e que estavam aproveitando as férias.

Essa foi a última foto que tiraram.

O mistério fica ainda mais estranho após as autópsias. Alguns deles estavam com terríveis ferimentos internos e ossos quebrados de forma anormal, porém, externamente não havia nenhum sinal de violência ou lesões, o que deixava os graves ferimentos internos sem explicação.

Uma das mulheres estava sem a língua e ela e outro rapaz estavam também sem os globos oculares.

Não bastasse isso, foi detectado em algumas partes das roupas, níveis de radiação acima do normal.

Após meses sem encontrar respostas, a investigação foi encerrada com a conclusão de que as mortes foram causadas por uma força elemental desconhecida a qual eles não conseguiram especificar.

Porém, em seu círculo de amizades, o principal investigador do caso afirmou que os jovens haviam sido mortos por alienígenas.

Esse tipo de teoria obviamente foi a que mais de popularizou para tentar explicar o caso, junto com teorias de que poderia ter sido um experimento do Exército que deu errado e até mesmo ataques por monstros da neve.

Teorias mais céticas também foram elaboradas, como alucinação coletiva, brigas entre os jovens e até mesmo uma avalanche. Porém para cada teoria há várias outras perguntas sem respostas, deixando o caso meio século depois ainda sem explicação.

E assim, o mistério, continua.

Tagged as: , .

Rate it
Publicação anterior

Participe da Discussão